Franceses, britânicos e chineses lideram investimento no imobiliário português


19.06.2014
Redação

Mais de 3.500 cidadãos estrangeiros investiram no imobiliário português em 2014. Prevê-se que este ano, o investimento estrangeiro atinja entre 1,5 e 2 mil milhões de euros.



No primeiro trimestre de 2014 cerca de 3.500 cidadãos estrangeiros investiram no imobiliário português. Este valor representa cerca de 14% do total de imóveis vendidos nesse período. 

Os principais investidores estrangeiros são os franceses e britânicos, o que, segundo os dados da APEMIP – Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária de Portugal “é uma prova de que o Regime Fiscal para Residentes Não Habituais tem captado um largo número de investidores. Apesar da Autorização de Residência para Investimento ser um programa mais popular, são os cidadãos europeus que mais procuram Portugal”.

Relativamente ao investimento estrangeiro para este ano, entre 1,5 a 2 mil milhões de euros é o número que será “facilmente multiplicável pois há outros sectores a beneficiar do investimento feito em imobiliário". Isto porque, quando um estrangeiro compra casa em Portugal, está também a investir noutros serviços que lhe são essenciais à estadia. 

O interesse nos imóveis portugueses por parte dos estrangeiros tem vindo a aumentar significativamente. Entre os estrangeiros, são os europeus que mais procuram casa em Portugal. 

 

Veja também

Encontro na Lusíada traz a palco experiências em Arquitectura pela 2ª vez consecutiva

Mastros de S. João - Vila do Conde

Fotógrafo: A arquitetura a um nível 3D insólito (Galeria fotos)